DIM















Alegrem-se .



Se me conheçem sabem que este DIM traduz para mim, um momento de singular coragem de uma mulher que ousou lutar contra uma sociedade machista, marcando simbolicamente uma luta que ainda à pouco começou.

Não vejo razão para vos dar flores quando ainda têm de se sujeitar a uma lei que obriga o sistema político vigente a atribuir um percentual à vossa participação, vejo antes fortes razões para vos perguntar, porque permitem que vos continuemos a condicionar a participação ?


Flores ? Sim, quando estiverem em maioria no Parlamento e mostrarem o que todos já sabem .

Não vejo razão para vos oferecer flores, quando tantas mulheres ainda vivem na sombra dos homens (e como são tão melhores que eles , na maioria dos casos).

Flores ? Sim, quando percebermos que elas ocupam o seu espaço e com isto contribuem para uma sociedade mais humana e civilizada.

Flores ? Sim , quando existir um DIH para os confrontar (a nós,também a mim) com o mal que fazem à Sociedade por não permitirem que a mulher naturalmente ocupe o seu espaço .

Apesar de tudo o que disse, porque vos admiro e estou na vossa luta :

- Um beijo enorme a todas as Mulheres, em particular às "Minhas Mulheres"* com quem sei que posso contar para começar a mudar "o nosso mundo".

*Serás uma delas ???

Comentários

Olga Matos disse…
concordo k as tuas palavras! uma flor, p o dia em k a mulher se sentir verdadeiramente livre, verdadeiramente MULHER! uma flor a todas as mulheres do mundo!:)
Karlos Alberto disse…
Olga,

Obrigado pela sugestão:... SHE !
Papoila disse…
eu... emocionada... BEIJO-TE...
Nilson Barcelli disse…
Palavras acertadas.
Subscrevo-as, por isso.
Abraço e bfs.
Sukkub disse…
Ainda são poucos os que assim pensam, Mas embora tarde (eu sei que não tem dia marcadomas.. ), uma flor para NÓS todas :) *
Cakau disse…
Tento manter-me à margem destes dias específicos.
Todos os dias são bons para dar e receber flores. Hoje, por exemplo, é um bom dia, não achas?

Beijos, querido amigo *

Mensagens populares deste blogue

O tempo e os tempos