domingo, julho 14, 2013

UM HOMEM NOVO

"Tenho coração mole, sangue quente e insisto na mania de acreditar em sonhos, finais felizes e pessoas sinceras"

Decididamente, os outros nunca serão como nós gostaríamos que fossem, são igualmente imperfeitos e também plenos de sonhos , cujo final feliz é diferente do nosso. 


A sinceridade é corrompida sem percepção pelo estatuto social e realidades acomodadas em nosso intimo, pela normalidade com que as vivemos. 


A verdade a aceitar é o caminho de crescimento pessoal e evolução interior. Na essência somos iguais o que nos distingue verdadeiramente são os valores humanos e a coragem para os fazer triunfar.


Somos o que repetidamente fazemos, não o que dizemos e pensam e dizem a nosso respeito. 

domingo, abril 14, 2013





"TEMPO"


É o tesouro mais precioso que temos, podemos produzir mais dinheiro, mas não mais tempo ...!

O melhor presente que você pode dar a alguém é o seu tempo.


O Dia



Não, não foi ontem e
Também não foi hoje...

Fui sacudido,em meu egoísmo
Ou minha patetice pelo 
Caminhar trêmulo.

Sim, sacudido.
Estremeci como jamais experimentara.
Senti abalar as convicções firmes em
Que alicercei quatro décadas de caminhadas.

Na virtualidade, onde as janelas e portas
Nos piscam e espreitam, a mente fervilha e
O coração descompassado e atrevido nos
Atropela e faz experimentar emoções e partilhas
Que a realidade não proporia.

Que amanhã se aproxime.

terça-feira, setembro 06, 2011

Ondas sonoras a metro na cidade





Quem disse que á noite eras tu ?
Enquanto dançava e cantarolava
I eu, ali do teu lado olhava...pra tí.

Quem disse á noite, que eras tu ?
E enquanto te olhava e dançava
Inspirava-me em tí.

Quem disse ao dia á noite
E alimentou o silêncio dos lábios
Inscrevendo contos com as mãos ?

Quem disse
E perguntou
Insanos pensamentos questionou ?


Quem disse
E ainda não respondeu aos
Instantes vibrantes que viveu ?

Quem disse, que sabe
E ainda não leu
Ínfimas letras, grandes sentidos ?

Quem E Independente ?

K@ 2011/09/06 (01:59)

sábado, junho 04, 2011

Vêm...




Vêm, deixa-te levar
Transporta na ponta dos teus dedos
A tua e minha imaginação...


Vêm transporta-me nos teus movimentos,
Faz meus dedos deslizar com intensidade e
E criar uma perfeita alegoria...junto com os teus.


Vêm , arrebata-me com intensidade desta
Colorida paleta de cores , sons e
Movimentos (des) coordenados...


Vêm , envolve-me com os braços e o olhar
E juntos cruzemos o palco sem parar de gritar...
Incentivos comandos de prazer .


Vêm e juntos encontraremos o caminho de volta ! (...)

Carlos Alberto