Mensagens

O tempo e os tempos

Foi aqui, no tempo
Enquanto sorvia o teu silêncio, que
Reclinando a cadeira, somei
Todos os tempos, que vividos
Através da pausa dos sentidos, fizeram
Eclodir essa espantosa energia, que
Nos impulsiona e faz vibrar

Algures,
Insidiosamente
Trepida
Alegremente.

K. Alberto

UM HOMEM NOVO "Tenho coração mole, sangue quente e insisto na mania de acreditar em sonhos, finais felizes e pessoas sinceras"

Decididamente, os outros nunca serão como nós gostaríamos que fossem, são igualmente imperfeitos e também plenos de sonhos , cujo final feliz é diferente do nosso. 

A sinceridade é corrompida sem percepção pelo estatuto social e realidades acomodadas em nosso intimo, pela normalidade com que as vivemos. 

A verdade a aceitar é o caminho de crescimento pessoal e evolução interior. Na essência somos iguais o que nos distingue verdadeiramente são os valores humanos e a coragem para os fazer triunfar.

Somos o que repetidamente fazemos, não o que dizemos e pensam e dizem a nosso respeito. 

"TEMPO"

É o tesouro mais precioso que temos, podemos produzir mais dinheiro, mas não mais tempo ...!

O melhor presente que você pode dar a alguém é o seu tempo.

O Dia

Não, não foi ontem e Também não foi hoje...
Fui sacudido,em meu egoísmo Ou minha patetice pelo Caminhar trêmulo.
Sim, sacudido. Estremeci como jamais experimentara. Senti abalar as convicções firmes em Que alicercei quatro décadas de caminhadas.
Na virtualidade,onde as janelas e portas Nos piscam e espreitam, a mente fervilha e O coração descompassado e atrevido nos Atropela e faz experimentar emoções e partilhas Que a realidade não proporia.
Que amanhã se aproxime.

Ondas sonoras a metro na cidade

Quem disse que á noite eras tu ?
Enquanto dançava e cantarolava
I eu, ali do teu lado olhava...pra tí.

Quem disse á noite, que eras tu ?
E enquanto te olhava e dançava
Inspirava-me em tí.

Quem disse ao dia á noite
E alimentou o silêncio dos lábios
Inscrevendo contos com as mãos ?

Quem disse
E perguntou
Insanos pensamentos questionou ?


Quem disse
E ainda não respondeu aos
Instantes vibrantes que viveu ?

Quem disse, que sabe
E ainda não leu
Ínfimas letras, grandes sentidos ?

Quem E Independente ?

K@ 2011/09/06 (01:59)

Vêm...

Vêm, deixa-te levar
Transporta na ponta dos teus dedos
A tua e minha imaginação...


Vêm transporta-me nos teus movimentos,
Faz meus dedos deslizar com intensidade e
E criar uma perfeita alegoria...junto com os teus.


Vêm , arrebata-me com intensidade desta
Colorida paleta de cores , sons e
Movimentos (des) coordenados...


Vêm , envolve-me com os braços e o olhar
E juntos cruzemos o palco sem parar de gritar...
Incentivos comandos de prazer .


Vêm e juntos encontraremos o caminho de volta ! (...)

Carlos Alberto

Caleidoscópio

Ilhas de cores e cheiros,portas entreabertas e suspiros mil, desejos contidos esvoaçam na pele túrgida e quente.

E tu requebrada em teu pranto aquiescentas o incontido desejo que pousou intensamente em teu corpo!!!

As vozes, os beijos...e a distância (reedição)

Ah...
Como senti em mim
Os dedos de tua voz acarinhar
E percorrer minha pele e deixá-la
A cada instante mais arrepiada.

Ah...
Como senti em mim
A intensidade das palavras que
Deliberadamente não disseste e
Permitiste a imaginação percorrer.

Ah...
Como senti em mim
O galopar de teu peito e
Fazer-me esquecer o frio que
Teimava invadir-me naquela noite fria.

Ah...
Como senti em mim
Doces ondas de calor despir
E criar novelos e teias de Amor
Que te procuravam sem encontrar.

Ah...
Como senti em mim
O convite silencioso e mordaz
Para encontrar-te e tornar
Vivo este ímpeto de Amar.

Ah...
Como senti em mim
Tão grande ausência que só
A tua chama pode fazer inundar
Em mim teu calor e arrebatar.

Ah...
Em mim, em tí...em nós !!!

Reflexão

Durante todo este tempo em que não postei, por falta de tempo, desinteresse ou apenas por falta de motivação tenho sentido falta de partilhar tantos e tantos anseios, desgostos, desventuras, vitórias e outros sentimentos, todavia e dada a natureza (mais) poética blog não me pareceu adequado misturar temas e assuntos,pelo que decidi que manterei este espaço com o mesmo endereço, mas será alterado o seu conceito, tornado-se mais abrangente e portanto também o público espero o venha a ser.

Afinal, a poética que me percorre os sentidos não se perde apenas porque espelharei temáticas diferentes e de forma menos "esteticamente elegante ou floreada".

Estados D'alma, são e serão o mote... sempre !!!

SABORES

Chamaste por mim...

Acedi e juntos desenhamos um
prato para saborear delicadamente.

Os teus olhos brilhantes e escuros,
iluminaram-me a alma enquanto
fazia escorrer o azeite , que
suavemente foi aquecendo...as mãos
tocaram-se enquanto procuravámos
outros ingredientes para aquecer e
um frio percorreu o corpo que
alucinante e vibrantemente aceitou...

Os olhos cruzaram-se novamente,os
lábios convidavam-se e juntos pegámos
o alho francês que já cortado se deixou
suavemente alourar pelo calor do óleo.

Enquanto se derretiam ingredientes,
fundiam sentimentos envolvidos
pela atmosfera adicionámos cominhos e
vinho branco, enquanto nos tocávamos
e perdiamos entre caricias e desafios.

Pegámos juntos a faca ... e desenhámos !!!